Sobre o Projeto

OBJETIVO GERAL

Realizar projetos e pesquisas sobre as possibilidades e desafios que envolvem o ensino e aprendizagem da afro-etnomatemática apoiados por processos colaborativos de autoria digital, tomando como referência as orientações e perspectivas da lei 10.639/03 e 11.645/08.

Objetivos específicos

a) Discutir o teor das leis 10.639/03 e 11.645/08 e as possíveis estratégias de implementação prática em contextos quem envolvem a afro-etnomatemática;

b) Produzir material digital pedagógico de afro-etnomatemáticapara cursos de formação continuada, destinados tanto aos alunos do ensino superior, quanto aos professores e alunos da educação básica;

c) Desenvolver cursos de curta duração, extensão e especialização sobre criação colaborativa de conteúdos digitais de afro-etnomatemática, envolvendo alunos do ensino superior, professores e alunos da educação básica;

d) Realizar formação permanente de professores, alunos e pesquisadores de afro-etnomatemática, no uso tecnológico e pedagógico de ambientes virtuais de aprendizagem;

e) Propor e participar de eventos na área de afro-etnomatemáticae tecnologias digitais na educação;

f) Contribuir para o desenvolvimento de um banco de conteúdos digitais de ensino e aprendizagem da área de afro-etnomatemática;

g) Resgatar a história e cultura africana e afro-brasileira no sentido de aproximar os alunos aos valores étnicos e sociais da ancestralidade nacional;

h) Favorecer a construção da identidade do aluno através de uma autoidentificação positiva consigo e com o patrimônio histórico-cultural brasileiro;

i) Realizar debates sobre o valor das diversidades humanas e a riqueza que isso traz à nossa cultura e à nossa identidade nacional, bem como sobre a necessidade de se combater o racismo e o preconceito dentro do ambiente escolar;

j) Contribuir para que a escola seja um espaço de crescimento pessoal, de convivência plural, de respeito e de valorização das diversas culturas e grupos étnico-raciais;

k) Proporcionar aos alunos do ensino superior, a participação em projeto de pesquisa inovador;

l) Orientar pesquisas que envolvam a articulação entre a área de afro-etnomatemáticae tecnologias digitais;

m) Ampliar o envolvimento de alunos do ensino superior, professores e alunos da educação básica, no diálogo permanente com as equipes de outras instituições, em espaços comuns de intercâmbio, como grupos de estudos, cursos de capacitação, congressos, seminários e workshops;

n) Utilizar os avanços das tecnologias digitais da informação e comunicação para democratizar e universalizar o acesso a educação de alunos, professores e pesquisadores, por meio de do desenvolvimento e atualização de atividades dos cursos de graduação, extensão, especialização e pós-graduação Strictu Sensu;

o) Contribuir para a melhoria da qualidade na educação brasileira, na área de afro-etnomatemática.

.

Referências Bibliográficas

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação, de 20 de dezembro de1996. Disponível em http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9394.htm.

BRASIL. Lei 10.639/03. Disponível em http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2003/L10.639.htm.

Lei Nº 11.645/08, de 10 de março de 2008. Disponível em http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2008/lei/l11645.htm.

BRASIL. Ministério da Educação (2004). Pareceres e Resoluções sobre Educação das Relações Étnico-Raciais. Diretrizes curriculares nacionais para a educação das relações Étnico-raciais e para o ensino de História e cultura afro-brasileira e africana. Brasília: MEC. Disponível em

Os comentários foram encerrados, mas trackbacks e pingbacks estão abertos.